Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Rio das Ostras promove ações especiais contra Aedes Aegypti nos próximos sábados

Primeira ação será dia 13, com atividades educativas e vistorias de imóveis em algumas localidades e no Centro

Como parte do trabalho preventivo da Secretaria de Saúde, Rio das Ostras está intensificando as ações contra o Aedes Aegypti.

O objetivo é manter o mosquito longe da cidade, em especial nesta época, quando o clima é mais propício à proliferação do vetor. “Todos Juntos Contra o Aedes” é o lema da ação, que acontece nos próximos sábados, dias 13, 20 e 27 de janeiro, das 8h às 14h. A programação inclui orientação aos moradores, registro de denúncias de focos e vistorias a imóveis que estavam fechados durante a visita regular dos guardas sanitários. Os eventos acontecem em localidades onde foram encontrados focos e na Praça José Pereira Câmara, no Centro.

 

As equipes vão distribuir material informativo, registrar solicitações de visitas e denúncias de focos e conversar com a população sobre a prevenção ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

 

LOCAIS - Além do trabalho educativo, a Vigilância em Saúde irá vistoriar imóveis que ficaram pendentes, ou seja, aqueles que estavam fechados durante as visitas de rotina dos guardas sanitários.

 

As equipes estarão, além da Praça José Pereira Câmara, na Boca da Barra, Bosque Beira Rio, Centro, Chácara Mariléa, Jardim Mariléa, Nova Aliança, Nova Esperança, Porto Seguro e Village, localidades que já registraram focos do mosquito.   

 

TRABALHO PERMANENTE - A Vigilância mantém um trabalho contínuo de vistoria a 100% dos imóveis da cidade. O Município também se dedica às ações de Educação em Saúde, uma vez que o combate ao mosquito só é possível com a participação de toda a população.

Os moradores devem receber os guardas sanitários, que estão devidamente identificados, seguir suas recomendações e cuidar de seus imóveis, eliminando possíveis criadouros do Aedes Aegypti – como pneus, garrafas, pratos de plantas, entre outros.

 

fonte: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email