Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Rio das Ostras planeja Dia Nacional da Segurança e Saúde nas Escolas

Profissionais da Educação e da Coordenadoria de Vigilância em Saúde de Rio das Ostras participaram de roda de conversa para a implementação do Dia Nacional da Segurança e Saúde nas Escolas, definido pela Lei Federal n° 12.645.
A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer na última quinta-feira, dia 10.

Durante a roda de conversa foi apresentado o projeto “Segurança e Saúde são nossas razões, pense antes das ações”, que acontecerá até o final de outubro nas unidades de ensino com o objetivo de incorporar a temática no cotidiano escolar.

De acordo com a coordenadora pedagógica Elizabeth Mainenti, que acompanha de perto o projeto, a ideia é fazer com que a questão da segurança e saúde do trabalhador seja entendida pelos alunos. “Esse movimento é um ato de cidadania”, explicou.

Segundo dados da Previdência Social, os números de acidentes de trabalho têm aumentado no País entre os jovens, contabilizando aproximadamente 66 casos diários envolvendo pessoas de até 19 anos.

Para o secretário de Educação de Rio das Ostras, Mauricio Henriques, o foco do trabalho deve ser educativo e preventivo e, principalmente, promover a segurança e a saúde.

“Educar para a cidadania é uma das principais funções sociais da escola. As estatísticas atuais de acidentes mostram o quanto é importante que a problemática da segurança e saúde do trabalhador passe a ser incorporada, o mais cedo possível, no cotidiano escolar”, afirmou Mauricio.

Participaram da roda de conversa o técnico de Segurança do Trabalho, Marcelo Veigas, e a engenheira do trabalho Aline Ventura.

PALESTRA - Para prosseguir com o projeto, nesta quarta-feira, 16, às 13h30, a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Cirlene Luiza Zimmermann, fará uma palestra no auditória da Secretaria de Educação para os diretores das unidades escolares.

Dentre as ações propostas no projeto estão palestras em parceria com o Programa de Saúde na Escola, oficinas de construção de brinquedos e brincadeiras antigas, enfatizando que estes também são fontes de saúde. Produção coletiva de mural com direitos e deveres na escola e concurso de desenhos e frases são algumas outras ações definidas.

“Esse momento é muito importante porque precisamos aprender mais. Quanto mais conhecimentos tivermos, mais teremos condições de trabalhar para ter um aluno-cidadão melhor”, enfatizou Sueli Ferrari, diretora da Escola Municipalizada Fazendas Reunidas Atlântica.

 

FONTE: ASCOMTI - PMRO.

Imprimir Email

Anúncios

Anúncios