Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Rio das Ostras traça estratégias para garantir melhoria continuada da Educação

Rede Municipal ficou com o primeiro lugar da Região no Ideb, índice do Governo Federal que avalia ensino nas escolas públicas

Professores comprometidos com o aprendizado, apoio pedagógico e cursos de formação continuada. Por intermédio dessa fórmula, a Prefeitura de Rio das Ostras pretende manter e ampliar os bons resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O indicador criado pelo Governo Federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas apontou a Cidade em primeiro lugar na Região.

 

 

“Nossa rede de ensino é composta por excelentes professores, que queremos valorizar cada vez mais, garantindo assim um melhor aprendizado dos estudantes. A ampliação do Programa de Correção de Fluxo, que corrige a defasagem entre a idade do aluno e a recomendada para o ano cursado, e das turmas de Educação de Jovens e Adultos são algumas das nossas metas para o próximo ano”, explica Mauricio Santana, secretário de Educação, Esporte e Lazer.

 

 

Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular, uma das metas da Prefeitura é reformular o currículo da Rede Municipal segundo esses novos referenciais. “Investimos na formação dos professores, nas propostas pedagógicas inovadoras, especialmente nas relacionadas às tecnologias. Estamos fazendo um planejamento de cursos para buscar resultados ainda melhores”, informa Valéria Bragança, que está à frente da equipe da Coordenadoria de Avaliação, Acompanhamento Pedagógico e Formação – Casa da Educação.

 

 

O cálculo do Ideb é feito a partir dos dados de aprovação escolar e dos resultados da Prova Brasil, aplicada a cada dois anos. A Rede Municipal de Rio das Ostras tem crescido progressivamente no índice. Já ultrapassou a meta estipulada pelo Governo Federal para os Anos Iniciais em 2021 e está acima da média nacional dos Anos Finais, conforme registrou a última avaliação do Ministério da Educação.

 

 

QUALIFICAÇÃO - Os professores da Rede Municipal são os principais responsáveis pelos excelentes resultados alcançados. Esses profissionais, por sua vez, apontam a parceria com os gestores e a qualificação continuada dos servidores da Educação como algumas das razões dos bons índices atingidos no Ideb.

 

 

“Temos uma direção muito parceira e conseguimos trabalhar bem a interdisciplinaridade. Além disso, uma vez por semana, dentro do horário dedicado ao planejamento, faço uma aula de reforço para os alunos que estão com dificuldade. Precisamos desmitificar a Matemática, mostrar que ela está em nosso dia a dia e pode nos ajudar nas situações cotidianas”, diz Clara Márcia Rangel Zaquieu, que leciona na Escola Municipal Nilton Balthazar.

 

 

A professora de Língua Portuguesa Bianca Gomes da Rocha, que integra as equipes das escolas Nilton Balthazar e Acerbal Pinto Malheiros, destaca o trabalho interdisciplinar como fundamental para o desenvolvimento dos estudantes. “A realização de projetos envolvendo diferentes áreas, o apoio da equipe pedagógica, o incentivo à participação dos pais e responsáveis são fatores que ajudam no bom desempenho dos alunos. A educação pública deve ser de qualidade”, enfatiza Bianca.

 

 

Na opinião das duas educadoras, o professor deve buscar o aprimoramento constante. Clara, por exemplo, já fez vários cursos ao longo de 28 anos de magistério e está sempre pesquisando com o objetivo de levar novidades da área de Matemática para a sala de aula. Bianca voltou à universidade para estudar Pedagogia e ainda faz uma especialização em Orientação Educacional e Supervisão Escolar.

 

Para Emília Perdigão, que leciona na Escola Municipal Acerbal Pinto Malheiros e também está fazendo especialização na área da Educação, o resultado é fruto de uma bem-sucedida parceria. “Trabalhamos em equipe, eu, que ensino História, Geografia e Ciências, Denise Costa e Cristina Ferreira, que dão aulas de Matemática e Língua Portuguesa, respectivamente. Para isso precisamos ter grande confiança uma na outra e falar a mesma linguagem. Recebemos todo o apoio das diretoras e isso garante o melhor aprendizado dos alunos”, conclui Emília.

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email